Social Bank é um dos vencedores do Selo ilmpact

Desenvolvido pelo Innovation Latam e com metodologia da Fundação Dom Cabral, prêmio reconhece soluções de impacto social e ambiental

Social Bank está entre as 65 startups vencedoras do Selo iImpact 2020, que premia soluções inovadoras que geram impacto na sociedade e no meio ambiente da América Latina. Desenvolvido pelo Innovation Latam e com metodologia da Fundação Dom Cabral, o selo está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODSs). Ao todo, 509 startups, de 22 países, se inscreveram na premiação. O Brasil foi o país com mais vencedores, totalizando 51 negócios com o selo.

As startups premiadas trabalham temas como reciclagem, energia solar, saneamento básico, saúde e inclusão social. Para Alonso Neto, diretor de Propósito e Pessoas do Social Bank, o selo é um reconhecimento dos trabalhos sociais e ambientais desenvolvidos. “É uma honra estar entre as principais 65 startups da América Latina. Isso reforça que estamos trilhando o caminho certo ao desenvolver trabalhos com a preocupação de impactar a sociedade e fazer a diferença na vida das pessoas. Este reconhecimento nos motiva, ainda mais, a continuar a utilizar as estratégias de negócio para melhorar a qualidade de vida das famílias de baixa renda. Nosso propósito é criar uma cultura de impacto positivo dentro do ecossistema que estamos inseridos”, disse o diretor.

A banca avaliadora contou com a participação de docentes e executivos de empresas apoiadoras do projeto que atuam na América Latina, como a Johnny Walker, Aegea, IBM, Ambev, Grant Thornton, Grupo A.Yoshii Engenharia, MRV Engenharia, Dow, Electrolux, Gerdau, Oracle, Amazon, Bradesco, Cubo-Itaú, Banco Carrefour, Roche, Saque-Pague e outras.

Conheça um pouco dos trabalhos sociais desenvolvidos pelo Social Bank:

  • Inclusão financeira

Refugiados, indígenas e migrantes venezuelanos: Há dois anos, o Social Bank realiza um trabalho de inclusão financeira, social e digital em parceria com agências humanitárias. Por meio de parcerias com o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) e a TAARE (Trabalho de Apoio e Assistência dos Refugiados Estrangeiros), aproximadamente 2.500 famílias refugiadas são apoiadas pelos trabalhos do Social Bank.

Recicladores: O Social Bank disponibiliza um meio de pagamento digital aos catadores de materiais recicláveis atendidos pelo Pimp My Carroça, ampliando as possibilidades de consumo, melhorando as condições de vida e trabalho, acesso a serviços públicos, além de movimentar a economia local.

Impactando Vidas Pretas: Por meio do Vale Presente, o Social Bank participou como meio de distribuição da renda, para mães solo afro e empreendedores negros do Movimento Black Money, fortalecendo o ecossistema, gerando autonomia, empoderamento e progressão econômica da comunidade negra.

  • Programa Cesta Social Digital

Em resposta à pandemia, o Social Bank  realizou a ajuda humanitária emergencial, em parceria com 23 ONGs, em que cada família beneficiária recebeu um cartão e uma conta digital com saldo disponível para a realização de compras de itens de primeira necessidade em diversos estabelecimentos. Além de inteligência de dados, gerou-se autonomia, dignidade e inclusão dessas pessoas no Sistema de Pagamentos Brasileiro.

  • Igualdade de gênero

Desde 2019, o Social Bank é integrante da ‘Coalizão Empresarial pelo Fim da Violência Contra Mulheres e Meninas’, a convite do Instituto Avon e ONU Mulheres, e se posiciona como empresa ativista na temática. Em 2020, foi dado início ao projeto ‘Mulheres na Tecnologia’, que objetiva incentivar, dar voz e desenvolver habilidades e capacidades deste público, levando em conta que atualmente mulheres representam menos de 1/3 da força de trabalho em TI.

Sobre o Social Bank

Lançado em outubro de 2017, o Social Bank é um banco verdadeiramente digital, pioneiro em sustentabilidade financeira. Foi idealizado por Rodrigo Borges, empreendedor mineiro de Uberlândia, fundador da Vale Presente (em 2011, primeira fintech do Brasil) e da Hub Fintech (em 2015, líder no mercado de meios de pagamento da América Latina), com experiência de mais de 10 anos no varejo digital em empresas como Magazine Luiza e B2W Digital.

Social Bank tem como propósito ressignificar os valores da sociedade, conectando pessoas e negócios, com menos burocracia e mais agilidade, mais liberdade e autonomia sobre o próprio dinheiro. Oferece todos os serviços dos bancos tradicionais, além de soluções exclusivas para gestão financeira de pessoas e empresas. Foi pioneiro na modalidade de empréstimos entre pessoas e pioneiro na criação do modelo de espaço de convivência dentro do conceito Social Cities, que engloba educação financeira, coworking e negócios. O Social Café é um piloto em Uberlândia que deverá ser replicado para mais de 30 cidades do Brasil.