Una debate o ‘Tornar-se negro’ em comemoração ao Dia da Consciência Negra

Na próxima quarta-feira (18), a UNA – regional Goiás e Triângulo Mineiro, promove o encontro ‘Tornar-se negro (a)’, baseado na obra de mesmo título da psicanalista Neusa Santos. No debate, as palestrantes Karoline de Souza Soares Silva e Maria Rosário Colangeli irão apresentar relatos de vivências sobre o tornar-se negro, contar como foi o processo de aceitação dos seus cabelos, traços e identidade negra, fazendo interlocuções com informações apresentadas no livro. A live, mediada pela bibliotecária da Una Itumbiara, Lays Amaral, foi preparada com o objetivo de comemorar o Dia da Consciência Negra e acontecerá às 19h e pode ser acompanhada no link bit.ly/unamesconsciencianegra

‘Tornar-se Negro’ é a primeira obra dedicada a relatar as dificuldade emocionais de negros que rechaçam a própria imagem por indução racista. No livro, a baiana Neusa Santos faz um diagnóstico sobre a baixa auto-estima de negros e defende a necessidade de prosseguir lutando ainda que com vitórias e avanços. Escrito em 1983, o livro é até hoje referência para negros que buscam compreender e superar suas dores internas, sendo considerado um marco da psicologia preta no Brasil. 

Dia Nacional de Consciência Negra

No dia 20 de novembro, é comemorado em todo o Brasil o Dia Nacional da Consciência Negra. A data foi escolhida por ter sido o dia da morte do líder negro Zumbi, que lutou contra a escravidão no nordeste. Além de ser uma homenagem e reconhecimento da luta de Zumbi dos Palmares e seus companheiros no quilombo, o Dia da Consciência Negra é fundamental para evidenciar as desigualdades e violências contra a população negra ainda existentes em nossa sociedade. Para além de um momento festivo, a data proporciona a reflexão sobre a posição dos negros na sociedade, o racismo e as suas implicações na atualidade.

 

Serviço

Debate o Tornar-se Negro

Data: 18/11

Horário: 19h

Link:  bit.ly/unamesconsciencianegra