Novembro Azul: Hospital UMC oferece consultas para pacientes da rede pública

No mês dedicado à prevenção do câncer de próstata, o Hospital UMC reforça o alerta sobre fatores de risco da doença e a necessidade dos homens cuidarem da saúde. Para isso, realiza a doação de 30 consultas com a equipe de urologia do hospital e duas cirurgias robóticas para pacientes diagnosticados com câncer de próstata, que possuem a indicação cirúrgica como tratamento. Tanto as consultas quanto as cirurgias são destinadas às pessoas que não têm acesso à rede privada de saúde. 

No Brasil, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma e, ao final de 2020, será responsável por mais de 65 mil novos casos da doença, de acordo com estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), representando 30% dos novos casos de câncer estimados para o ano.

O diagnóstico precoce oferece ao paciente mais chances de um tratamento bem sucedido. Por isso, o Hospital UMC selecionou 30 homens, usuários da rede pública, para realizarem consultas e exames preventivos, como explica o cirurgião urologista do hospital, Dr. Marcelo Takeo. “Para conscientizar sobre o Novembro Azul e com o objetivo de orientar para os cuidados da saúde masculina, decidimos doar essas consultas para homens na faixa etária recomendada para o acompanhamento médico. É indicado que, anualmente, homens a partir dos 50 anos ou, para aqueles com parentes de primeiro grau com histórico de câncer de próstata, a partir dos 45 anos, realizem consultas e exames, para não serem surpreendidos com um diagnóstico avançado”, explica o médico. Dois exames iniciais têm grande importância para o diagnóstico da doença: o exame de sangue, por meio do Antígeno Prostático Específico (PSA), e o exame de toque retal. Essas duas análises, quando associadas, auxiliam no diagnóstico precoce da doença.

Além das consultas, o Hospital UMC também realizará duas cirurgias robóticas em pacientes usuários do sistema público de saúde, diagnosticados com câncer de próstata e que possuem indicação cirúrgica para tratamento da doença. “A cirurgia robótica é a forma mais moderna de abordagem cirúrgica minimamente invasiva, e desde 2019 realizamos este procedimento, que já atendeu a mais de 100 pessoas, em diversas especialidades, mas principalmente em casos de câncer de próstata. Dois pacientes do SUS serão submetidos à esta cirurgia que tem um alto custo, dado os equipamento e tecnologias utilizadas”, continua o cirurgião urologista. A cirurgia robótica representa o que há de mais avançado no campo da cirurgia minimamente invasiva, proporcionando inúmeras vantagens para os profissionais e benefícios vitais para os pacientes, como um maior conforto e redução da dor; a redução do tempo de hospitalização e internação; e menor risco de infecção hospitalar. 

Hábitos saudáveis ajudam na prevenção

Manter hábitos saudáveis é a melhor forma de evitar a doença. Uma alimentação balanceada com frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, aliada à ingestão menor de gordura, ajudam a diminuir o risco de câncer. Da mesma forma, fazer atividade física ao menos 30 minutos por dia, manter o peso adequado à altura, já que estudos recentes mostram maior risco de câncer de próstata em homens com peso corporal elevado, além de diminuir o consumo de álcool e não fumar, são algumas das recomendações que ajudam a prevenir essa e outras doenças.