Social Bank desenvolve ações para colaboradores enfrentarem melhor período da pandemia

Conversas com especialistas e encontros virtuais são algumas das ações promovidas para equipe

Cuidar da saúde física e mental é essencial no cotidiano, mas diante deste cenário de pandemia a preocupação com o psicológico merece uma atenção especial, principalmente por conta dos medos e das incertezas, associadas ainda às medidas de isolamento social. Para contribuir com os colaboradores na busca pelo equilíbrio e como forma de minimizar possíveis impactos na saúde emocional, o Social Bank conta com seus psicólogos organizacionais para apoiar os colaboradores, além de realizar pesquisas para entender melhor o comportamento das equipes neste momento e mantendo atividades de interação, mas agora em ambientes virtuais.

Os colaboradores recebem orientações específicas para a situação, pois muitas vezes são questões bem pessoais que estão sendo impactadas com estas mudanças necessárias. A gerente de recursos humanos e psicóloga organizacional no Social Bank, Fabiana Rocha, destaca a importância deste trabalho. “Temos percebido que os colaboradores que nos procuram estão com a necessidade de falar sobre seus sentimentos neste momento que gera angústia e medos para todos, por ser uma situação inédita e que impacta em todas as áreas, pois está presente no trabalho, em casa, em todo cotidiano. Assim, é comum algumas pessoas se sentirem melhor trocando suas experiências, isso gera benefícios para lidar internamente com os novos cenários”, explica.

Pesquisa interna

A quarentena tem trazido desafios importantes para toda a sociedade, e não seria diferente para os colaboradores do Social Bank, que vivem uma rotina focada na busca por soluções e inovações para ressignificar valores e práticas da comunidade. Para identificar como as equipes estão lidando com este momento, a empresa iniciou uma pesquisa interna, como conta o diretor de Propósito e Pessoas do Social Bank. “Nesta pesquisa perguntamos como o colaborador tem se sentido consigo mesmo, com seus pares, líderes e com a própria organização. Esse mapeamento nos ajuda a compreender melhor como lidam com o momento e criar ações com o objetivo de vivenciarmos nosso trabalho e nossas relações em meio ao cenário atual de forma cada vez mais fluida e significativa. A pesquisa tem como foco entender aspectos relacionados ao equilíbrio emocional, produtividade, qualidade de vida e relação com o trabalho, desde o apoio da liderança na execução das tarefas, o apoio entre colegas, o nível de produtividade das reuniões, organização do tempo, relação familiar, cuidados pessoais e até o clima geral do trabalho e relação com os valores da empresa”, explica o diretor.

Um dos focos desta pesquisa está em saber como os mais de 130 social bankers (nome dado aos colaboradores) estão lidando com as mudanças de hábitos, principalmente por conta do home office, que por vez dá a sensação de aumento da carga de trabalho e exige outras habilidades para concentração, realização das atividades e ausência do convívio a que estavam acostumados. “Para quem vivia em uma cultura de relações intensas, em um ambiente muito dinâmico, trabalhar longe dos colegas e também sem conviver com os amigos e familiares para momentos de descanso, torna as coisas um pouco mais pesadas e a sensação de que a carga do trabalho tem aumentado. Com o objetivo de minimizar estas questões e manter viva as relações interpessoais, ampliamos algumas ações mesmo que no ambiente virtual, já que o momento exige. Dentre elas tem o ‘Café com Bankers’, que é uma interação diária entre os colaboradores, como se fosse o momento do café da tarde para ouvir e trazer informações sobre diferentes assuntos, como meditação, cinema, racismo, entre outros. Em encontros assim, convidamos um especialista para falar sobre temas diversos relacionados à saúde mental, qualidade de vida, meditação, relaxamento, criatividade, lazer, viagens, entre outros assuntos. Este é também um momento em que os colegas podem se encontrar no ambiente online, ver amigos de outras áreas, falar sobre outros assuntos e descontrair um pouco, aliviando a carga emocional do momento”, destaca Alonso.

Além do ‘Café com Bankers’, que tem o foco em gerar interações entre os colegas e alívio do estresse emocional, o Social Bank tem um programa de mentoria em que as lideranças acompanham e dão suporte para os colaboradores.

Comemorações virtuais

As comemorações virtuais também não foram esquecidas. No aniversário da empresa, uma live musical animou a todos. A Festa Junina também foi lembrada e cada colaborador recebeu, em sua casa, kits juninos com comidas típicas, para que pudessem celebrar com as famílias.

De olho no bem-estar

Outra ação que teve uma excelente repercussão foi o envio das cadeiras de trabalho para as residências de cada colaborador, possibilitando uma melhor ergonomia para o home office, protegendo a saúde e melhorando a qualidade de vida no trabalho, mesmo em casa.