O que se sabe da relação Covid-19 e a gravidez?

Por ser uma nova doença, a Covid-19 causa diversas dúvidas e até o momento algumas dessas questões seguem sem respostas devido ao pouco tempo de descoberta da enfermidade. Um dos grupos que buscam explicações sobre o vírus e os impactos dele são as gestantes, procurando informações sobre a relação da doença com a gestação.

Apesar das poucas respostas que se têm sobre a situação, gestantes não são consideradas oficialmente como parte do grupo de risco da doença. Entretanto, especialistas acreditam que por precaução os cuidados devem ser intensificados, como afirma  a professora da Una/ Catalão, Ludmila Angélica da Fonseca. “Ainda temos informações limitadas sobre esta relação e, apesar de não haver indícios de que gestantes contraiam o vírus mais facilmente, é necessário redobrar a atenção nestes casos, em vista que as grávidas já possuem uma alteração fisiológica natural, que pode afetar o sistema imunológico”, pontua.

A professora respondeu algumas questões sobre o que se sabe até agora da relação Coronavírus e gravidez.

– A gestante pode transferir o vírus para o feto?

Até o momento ainda não houve nenhum registro de transmissão da doença entre a gestante e o feto.  Recentemente a OMS e a Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), divulgaram inclusive um relatório que descartava a possibilidade.

– O que fazer em relação às idas aos hospitais e exames a serem realizados?

Algumas rotinas de pré-natais tiveram mudanças. Entretanto, como cada gestão é diferente, o diálogo entre médico e paciente é a melhor medida para se tomar uma decisão.

– Há alguma informação a respeito do parto?

Um estudo realizado na China acompanhou o parto de quatro gestantes que contraíram a Convid – 19 e, após o nascimento das crianças, especialistas realizaram o teste em três dos quatro bebês. Todos os resultados deram negativos para coronavírus, assim acredita- se que não há transmissão do vírus para os recém – nascidos durante o parto.

– É possível transmitir a Covid-19 através da amamentação?

Mais uma vez não há nenhum estudo que comprove essa transmissão. Até o momento a recomendação é que as lactantes infectadas pelo vírus continuem amamentando se estiverem se sentindo em condições para isso.

Ludmila reforça que em todas as situações é importante seguir as recomendações emitidas pelos órgãos públicos de evitar aglomerações, lavar as mãos corretamente, utilizar máscaras caso estejam com sintomas e, em caso de sinais mais graves da doença, como problemas respiratórios, procurar uma unidade de saúde.