Câncer de próstata tem 90% de chances de cura quando descoberto no início

Neste mês, marcado pela campanha ‘Novembro Azul’, o oncologista do COT, Dr. Fernando Maciel, faz um alerta sobre a importância de os homens estarem mais atentos à saúde preventiva

Não falar sobre o assunto. De uma forma geral, essa ainda é a escolha feita por milhares de homens no Brasil quando o tema é o exame de toque retal, principal fator de prevenção ao câncer de próstata. O preconceito e o descuido com a saúde é o que impede o diagnóstico precoce da doença, que tem 90% de chances de cura quando descoberta no início. Neste mês, marcado pela campanha ‘Novembro Azul’, que busca ampliar esta conscientização, o oncologista do Centro Oncológico do Triângulo, Dr. Fernando Maciel, destaca a importância de os homens estarem mais atentos à saúde preventiva.

Com estimativa de surgimento de 68.220 novos casos até o fim de 2018, o câncer de próstata é considerado o segundo tipo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Os dados são do Instituto Nacional de Câncer (INCA), que aponta ainda que 95% dos homens ainda tem preconceito com o exame de toque retal. Associado à dosagem de PSA no sangue, o exame preventivo pode identificar a doença em fase inicial, aumentando as chances de cura.

Para o oncologista do COT, Dr. Fernando Maciel, é preciso desmistificar o preconceito e ampliar a conscientização dos homens no cuidado com a saúde preventiva. “De forma geral, os homens se cuidam menos e, na maioria dos casos, só procuram o atendimento médico quando apresentam problemas mais graves. A maior parte dos diagnósticos de câncer de próstata são descobertos já em estágios avançados, o que dificulta o tratamento e diminui as chances de cura. Por isso, é importante que a família participe desta conscientização para que o homem tenha o hábito de realizar exames preventivos e cuide melhor da saúde”, destaca o oncologista.

Sintomas e diagnóstico

O câncer de próstata não apresenta sintomas na fase inicial, o que faz com que 95% dos casos sejam descobertos já em estágio avançado. Nesse estágio, o tumor pode apresentar sintomas como dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen. De acordo com o Dr. Fernando Maciel, antes mesmo de identificar qualquer sintoma, homens com idade a partir dos 50 anos devem realizar a prevenção por meio do exame de toque retal e PSA. Homens que possuem fatores de risco, como histórico familiar de câncer de próstata em parentes de primeiro grau, obesidade ou pele negra, devem iniciar a prevenção mais cedo, a partir dos 45 anos.

O oncologista também alerta para a importância da adoção de hábitos saudáveis, que também contribuem para a prevenção não apenas do tumor de próstata, mas também do câncer de uma forma geral. “Além dos exames preventivos, a adoção de hábitos mais saudáveis contribui para a prevenção de diversos tipos de tumor. A indicação é ter uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e com menos gordura, principalmente as de origem animal, fazer no mínimo 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar”, afirma o Dr. Fernando Maciel.